Teoria das Janelas Partidas

A teoria das Janelas Partidas (ou Quebradas) é baseado no ensaio de criminologia e sociologia urbana chamado de Broken Windows (PDF) de James Q. Wilson e George L. Kelling que busca demonstrar que mesmo um leve ato de desordem pode escalonar para o vandalismo de um bairro todo:

Second, at the community level, disorder and crime are usually inextricably linked, in a kind of developmental sequence. Social psychologists and police officers tend to agree that if a window in a building is broken and is left unrepaired, all the rest of the windows will soon be broken. This is as true in nice neighborhoods as in run-down ones. Window-breaking does not necessarily occur on a large scale because some areas are inhabited by determined window-breakers whereas others are populated by window-lovers; rather, one unrepaired broken window is a signal that no one cares, and so breaking more windows costs nothing.

Vejam como o descaso muitas vezes é a razão do aumento da criminalidade e não a falta de policiamento. Para os cariocas, a Praça do Ó (Praça São Sebastião, no Jardim Oceânico) é um claro exemplo disso. Hoje em dia, toda noite a praça é tomada por viciados em drogas e prostitutas, em razão do aparente abandono do entorno (durante o dia a praça ainda é utilizada para uma feira de artesanato).

Tudo começou quando a Boate Zodíaco fechou e foi abandonada (Google Street View).

O tal artigo serviu de base para o livro Fixing Broken Windows: Restoring Order And Reducing Crime In Our Communities de George L. Kelling e Catherine Coles que, por sua vez, afirma que para se ter mais chances de prevenir o vandalismo é necessário que resolva os problemas quando ainda são pequenos. O ato de reparar ou consertar as janelas serve como uma metáfora e a ideia se aplica, por exemplo, ao limpar as ruas sempre que estiverem sujas, de modo que possa prevenir problemas de escoagem da água das chuvas, empoçamentos, aparecimento de vetores de doenças etc.

O cuidado com os entornos tendem, na teoria, a reprimir ou diminuir o crime de pequena escala ou comportamento anti-social, com o objetivo final de prevenir o crime de grande escala.

Ω

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s