R.I.P. Richard Matheson

No último dia 23 de Junho, faleceu Richard Matheson, autor conhecido pelos contos de terror, ficção científica com uma pegada apocalíptica, tendo como obra mais conhecida Eu Sou a Lenda, de 1954, que conta a história de um homem que foi o único sobrevivente não-infectado por uma bactéria mortífera.

Com histórias de terror, Matheson praticamente deu início à uma geração de escritores de ficção científica, terror e gêneros afeitos a narrativas “apocalípticas” e de “zumbis”. Ray Bradbury (autor do distópico Fahrenheit 451) considerava-o um dos mais importantes escritores do século 20, e Stephen King (autor da série Dark Tower) dizia que Matheson foi a maior influência de sua carreira.

Vários de seus contos e romances foram transformados em filmes, especialmente o Encurralado (Duel, 1971) dirigido pelo ainda jovem e inciante Steven Spielberg, e Eu Sou a Lenda (I Am Legend, 2007) de Francis Lawrence. Ainda, a telessérie The Twilight Zone foi recheada de roteiros de Matheson. Aliás, dos episódios de Além da Imaginação, teve a recente adaptação aos cinemas com Gigantes de Aço (Real Steel, 2012) de Shawn Levy estrelando Hugh Jackman.

Se tiverem curiosidade para conhecer a obra de Matheson, sugiro ler ou assistir I Am Legend, Duel ou Real Steel.

Ω