Click Errado da Microsoft

Durante o fim de semana do Natal me deparei com uma propaganda do Surface da Microsoft e achei esquisito que o “click” da capa/teclado encaixando no tablet tinha virado um feature… Pesquisei e vi que não era o único que tinha percebido esta bizarrice.

Ken Segall, do Observatory, achou o mesmo:

Instead, Microsoft has opted for the gimmick. It seems that Surface makes an audible click when you attach the keyboard/cover to the tablet. And along the way, someone decided that the click would make a nice “hook” for the campaign. That led to a launch commercial based entirely on the click.

Para não dizer que esta campanha é burra, diria que focar num barulho para atrair novos usuários é… um pouco… burrice mesmo. Não deu Ballmer, tentei achar um adjetivo menos duro mas não deu. Propaganda burra e que trata seus potenciais usuários (e mercado) feito burros, não é à toa que ninguem compra um Surface.

Ω

Anúncios

A vitória da Apple não atrapalha a inovação

Já li alguns artigos sobre como a vitória da Apple nos tribunais significa que a inovação ficará estagnada por medo de novos processos de violação de patente. Menos galera, menos.

Não acredito que empresas como Microsoft, RIM, Nokia e Google deixarão de investir em novas idéias para um novo smartphone e nada impedirá o lançamento de  smartphone melhor para ofuscar o iPhone. Como disse Gruber, melhor agora também significará diferente.

(…) Better necessarily implies different. What this verdict should prevent is any of them making phones that are disturbingly similar to Apple’s.

Windows 8 style UI? Really?

Microsoft has been using (and referencing) Windows 8 new UI as “Metro” to describe the new geometric, typography-influenced look-and-feel, which ultimately is being spread across the company’s entire range of products, being first showcased with Windows Phone.

Ars Technica is reporting a comment from Redmond:

We have used ‘Metro style’ as a code name during the product development cycle across many of our product lines. As we get closer to launch and transition from industry dialog to a broad consumer dialog we will use our commercial names.

That’s bullshit. Metro might be a code name for product development, but it’s catching and powerful and, possibly, Microsoft’s finest attempt to created a fresh brand.

But now, it comes to my attention that several outlets are reporting that Microsoft has been threatened with legal action for infringing on “Metro” trademarks held by German retailer Metro AG.

And, the new adopted terminology is “Windows 8-style UI”, which is waaaaay better than Metro. Not.

A década perdida da Microsoft

Outrora gigante da indústria, hoje corre atrás de Google, Facebook e, principalmente, Apple.

Há tempos  a Microsoft perdeu o pouco que tinha de inovadora. O artigo da Vanity Fair (link) mostra a loucura burocrática que é a Microsoft e o claro exemplo que ela corre para onde a bola está e não para onde vai ser lançada.

Até a percepção dos próprios entusiastas da MS já mudou e hoje não a vêem como uma empresa “cool”. Veja:

Cool is what tech consumers want. Exhibit A: today the iPhone brings in more revenue than the entirety of Microsoft.

Mano, isso doi. Com apenas um produto, a Apple consegue gerar mais riqueza do que todos os produtos lançados pela Microsoft desde 1975.

Nome dessa estagnação se chama Steve Ballmer.